Fotografia Autoral III

E finalmente o terceiro e último artigo da série fotografia autoral. Nos dois primeiros artigos falei sobre a minha visão do que é fotografia autoral e sobre duas das três formas que eu entendo como ela pode ser praticada. Neste artigo irei falar sobre a terceira forma que é a planejada, e como ela pode ser subdividida em duas outras formas: Projeto Fotográfico e Narrativa Fotográfica.

Passeio Aeroporto 1

Recapitulando; a fotografia autoral pode ser praticada de três formas diferentes: descompromissada, deliberada ou planejada. A forma descompromissada é exatamente isso que o nome quer dizer, sem compromisso com objetivos ou ideias, apenas a captura de imagens aleatórias que surgem como oportunidades no caminho do fotógrafo. É a fotografia de rua na sua forma mais simples. Na forma deliberada, o fotógrafo sai em busca de imagens que se encaixam em uma ideia pré-concebida, ele tem um objetivo a cumprir. É a essência das séries fotográficas. É verdade que muitas séries fotográficas nasceram da análise posterior do próprio portfólio, onde o fotógrafo identificou um padrão entre determinadas imagens que a princípio foram capturadas ao acaso. Mas uma coisa não impossibilita a outra, criatividade é isso mesmo, descobrir coisas novas!

Passeio Aeroporto 2

Mas e a fotografia planejada, não seria também deliberada? Sim, seria; mas de uma forma um pouco mais sofisticada. Nas séries fotográficas existe apenas um elemento comum dando sentido ao conjunto das imagens; pode ser o assunto, a composição, um aspecto estético ou técnico, ou até mesmo o equipamento utilizado na captura das imagens. Em uma série fotográfica, as imagens podem ser adicionadas ou retiradas livremente, sem prejuízo para o entendimento do contexto da série.

Passeio Aeroporto 3

Já no projeto fotográfico e na narrativa fotográfica, que são as duas formas que eu entendo como sendo planejadas, existe muito mais do que um elemento comum. As imagens não são apenas similares em um determinado aspecto; nem mesmo precisam ser similares. Elas fazem parte daquele conjunto porque cada imagem contribui individualmente para o entendimento pleno do contexto do projeto ou da história sendo contada. Esse aspecto é ainda mais crítico na narrativa fotográfica, onde a falta de uma imagem pode causar uma interpretação totalmente errada da mensagem sendo transmitida. Por essa razão, cada imagem precisa ser cuidadosamente planejada e executada, afim de que a mensagem seja bem clara para o público alvo.

Passeio Aeroporto 4

Mas qual a diferença entre projeto fotográfico e narrativa fotográfica?

Um projeto fotográfico transmite uma mensagem através do conjunto das imagens que formam o projeto; não necessariamente uma história, mas uma ideia, um conceito. Já a narrativa fotográfica conta uma história, de forma linear ou não, mas cada imagem conta um pedacinho da história. Entendeu? Não? Deixa eu exemplificar.

A documentação fotográfica planejada e detalhada de uma catedral, por exemplo, é um exemplo de um projeto fotográfico. O fotógrafo se propôs a retratar a catedral para que todos possam conhecê-la sem ter que visitá-la pessoalmente.

Mas se esta mesma catedral passar por um processo de restauração, e este processo for documentado do início ao fim através de fotografias, teríamos então um ótimo exemplo de narrativa fotográfica.

Passeio Aeroporto 6

Ficou claro agora a diferença? É bastante sútil e às vezes inexistente, mas de modo geral; o projeto fotográfico transmite uma mensagem através de um conjunto de imagens; e a narrativa fotográfica conta uma história através de cada imagem individualmente. No caso do primeiro exemplo, a mensagem é a própria catedral; no caso do segundo exemplo, a história é o processo de restauração da catedral.

Passeio Aeroporto 7

As imagens que ilustram este artigo são um exemplo de narrativa fotográfica. Com apenas 6 imagens foi possível contar a história do dia em que um menino teve a chance de conhecer de perto um avião, algo muito distante da realidade dele. E para contar essa história não foi necessário títulos ou legendas, bastaram as imagens apresentadas na ordem correta.

Existem vários outros aspectos que caracterizam os projetos fotográficos e as narrativas fotográficas, mas estes vão ser tratados em artigos específicos para cada um destes temas.

Até breve!

Anúncios

DEIXE UM COMENTARIO - LEAVE A REPLAY

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s